sábado, 2 de janeiro de 2010



Virtuoso sofrer.

Estampada tristeza na face,
Sinais de outrora,
O tempo secou;
Ficaram as marcas, não ressentimentos.

A lágrima bem chorada na dor
Se reaproveita na alegria conseguinte.
Que seu desfrute seja logo,
Não se permita auto-piedade.

O sofrimento inspira,
A felicidade revitaliza,
A mescla imperfeita e necessária;
Virtudes aprimoradas pelos vícios.




Gabriel T.

3 comentários:

  1. às vezes uma desgraça, o sofrimento é o único caminho pra felicidade... às vezes sofremos um bocado pra mais adiante nos vermos felizes ou ao menos conformados...

    ResponderExcluir
  2. lindo, bem estruturado, e muito bem feito também.
    parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Em principio , adorei o retrato , expressionista.
    Coexiste com o seu poema.
    VC escreve tão bem. Tão subjetivo.

    Venho visitar aqui mais vezes. E te seguirei tb.

    Sucesso.

    ResponderExcluir